sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Implodindo para construir

Implodindo para construir !

"Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te vêem os meus olhos" - Jó 42:5.
por Vilson Ferro Martins - www.vozdotrono.com.br

Você já teve sua "teologia" totalmente ou parcialmente desmontada pela circunstância que parece fugir ao controle ?

Não se assuste, pois a instrução é para nosso bem, para nosso crescimento e também para exorcizar alguns "porquês" de nossa própria alma ! Aleluia.

Dois exemplos bíblicos. O primeiro é Jó. A Escritura nos informa que ele era um homem íntegro, reto, temente e que se desviava do mal. Era riquíssimo, mas oferecia constantemente sacrifício por sua família antecipando - quem sabe - o pecado de algum dos membros. Por que todas essas qualidades espirituais ? Porque ao longo do tempo ele foi construindo (a si mesmo) uma "teologia" baseada nas Escrituras, nos profetas, na tradição, na família, nas experiências e na experiência pessoal. Mas um dia, ele é confrontado pelo próprio Deus, ou seja, por uma teologia não apenas inspirativa (de ouvir falar), mas uma teologia prática, vívida, real, executável, realizável, ou seja (de contigo andar). Como se diz, que baita diferença existe entre o ouvir e o ver; entre o que se ouve e o que se pratica; entre a teologia que aprendemos e a teologia que Deus resolve nos apontar numa determinada parte de nossa caminhada. Não foi isso que ocorrera com Jó ? A teologia de vida dele era toda certinha, bonitinha, formatada, todavia, um dia Deus intervém e lhe manifestou a teologia divina. A duras penas ele compreendeu isso, portanto, não sejamos inocentes em pensar que o mesmo não ocorrerá conosco em dado momento de nossa peregrinação.

O segundo caso é quando dois discípulos resolvem se dirigir a Emaús logo após a morte de Jesus (Lucas 24). Eles caminham e conversam a respeito dos acontecimentos e quando Jesus se aproxima deles e lhes pergunta por que estão tristes, então, respondendo um, cujo nome era Cléopas, disse-lhe: És tu só peregrino em Jerusalém, e não sabes as coisas que nela têm sucedido nestes dias?

Uma merecida nota: Muito da teologia daqueles discípulos fora aprendida sendo ensinada pelo próprio Jesus, no entanto, era momento de Jesus corrigir a visão deles, então, começando por Moisés, e por todos os profetas, Jesus explicava-lhes o que dEle se achava em todas as Escrituras.

Ora, o nível de conhecimento teológico daqueles dois só lhes permitia confrontar os acontecimentos com um "possível" entendimento que possuíam desse mesmo conhecimento, pois indagados acerca dos acontecimentos eles disseram a Jesus: As que dizem respeito a Jesus Nazareno, que foi homem profeta, poderoso em obras e palavras diante de Deus e de todo o povo...E nós esperávamos que fosse Ele o que remisse Israel; mas agora, sobre tudo isso, é já hoje o terceiro dia desde que essas coisas aconteceram. A teologia deles era racional e assim aplicavam-na naturalmente, todavia, Jesus percebendo o "desvio" cita as Escrituras para corrigi-los: Ó néscios, e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! porventura não convinha que o Cristo padecesse estas coisas e entrasse na sua glória? Assim, os olhos são abertos, a teologia do "ouvir falar" se torna no "contigo andar", então eles imediatamente afirmaram: E disseram um para o outro: Porventura não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava, e quando nos abria as Escrituras?

Portanto, Jó tinha "construído" uma teologia ao longo de sua existência, mas o Senhor desmanchou essa teologia. Igualmente os discípulos, mesmo estando com Jesus há tanto tempo, a teologia deles apenas se dirigia as coisas naturais.

Então pode ser que ao longo do tempo, recebendo ensinos da família, da tradição, de líderes, ouvindo mensagens aqui e acolá, lendo e interpretando a Escritura, etc. você pode ter construído uma teologia sua, particular, aplicável ao seu modo de viver (o que não está de todo errada); todavia, ela parece que às vezes não se encaixa no que realmente acontece na vida. Parabéns, você pode estar passando por essa aferição do Senhor. Pode ser um momento onde Deus está corrigindo a visão espiritual da situação de maneira que você observa os fatos e os resultados te levem a constatação de que sua teologia era de "ouvir falar do Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó", mas agora de "com Ele andar", pois seus olhos o vêem como Ele é, portanto, além de ser o Deus de Abraão, Isaque e Jacó, Ele é também o "seu" Deus ! Mas para isso, o Senhor precisa sempre mexer na teologia que concebemos ao longo do tempo e o processo é doloroso, entretanto, produz vida e vida em abundância, corrigindo nossa visão a respeito das coisas espirituais e produzindo em nós uma fé inabalável. Amém !

O Senhor implode "nossa" teologia, para construir a dEle no lugar !
Deus seja louvado !

2 comentários:

blogsue disse...

Tati,
Vimretribuir sua visita e me deparei com um blog muito interessante, parabens.
Quanto a apostilas não tenho, infelizmente.
Mas ultimamente tenho pensado muito em digitalizar as receitas e talvez até comercializa-las.
O problema é que não tenho tempo. Meu trabalho consume quase todo o meu dia e quando chego em casa a noite, além de cuidar de meus afazeres, tento relachar fazendo meus artesanatos.
Bem, vou pensar com carinho na ideia e assim que tiver algo mais concreto lhe escrevo.
Bjs
Sue

Eliene Vila Nova disse...

oi amiga,
vim te desejar umfinal deseman abençoado,beijos